top of page

Dar e Receber. Qual o equilíbrio que falta na sua vida?

A Lei do Equilíbrio, também conhecida como a Lei da Troca, é um princípio fundamental que permeia as relações interpessoais e a vida como um todo.


Para ter um relacionamento saudável e próspero, é necessário buscar um equilíbrio entre esses dois atos.


Não espere receber para depois doar e não doe esperando a reciprocidade, pois as expectativas, causam frutrações.


Alguns aspectos importantes da Lei do Equilíbrio:


  • Dar e receber não se trata apenas em bens materiais. Os sentimentos dessa troca, precisam ser verdadeiras e sem gerar expectativas para evitar frustrações.

  • Doar-se e receber, somente o que é necessário. Quando houver troca com equilíbrio, as relações terão mais sutentabilidade.

  • A Lei do Equilíbrio se aplica a todos os tipos de relações, desde relacionamentos amorosos, familiares, amizades e relações profissionais.

Como aplicar a Lei do Equilíbrio em sua vida:

  • Atente-se às necessidades de todos os seus relacionamentos. Não exija mais do que o outro pode dar e dê sempre o melhor que você puder, na medida certa.

  • Comunique-se abertamente com as pessoas com quem você se relaciona. Expresse suas necessidades e desejos, e esteja aberto a ouvir o que o outro tem a dizer.

  • Pratique a gratidão. Agradeça pelas coisas boas que você recebe das pessoas, e reconheça as coisas boas que você oferece aos outros.

Lembre-se:

  • A Lei do Equilíbrio é um processo contínuo. Haverá momentos em que você dará mais do que recebe, e vice-versa. O importante é que você se esforce para manter um equilíbrio geral em suas relações.

Ao doar-se, nem sempre você receberá da mesma pessoa que doou, pois todos nós temos carências e o fato da outra pessoa exisitir e precisar do que você tem apra dar, já será o retorno que a vida está lhe dando, portanto, não espere nada em troca, faça o seu melhor, principalmente por você mesma. Angela Dias

  • Um pai ou mãe, só se realizará nessa função, se existirem filhos para receber; então, a sua doação, será para suprir suas necessidades de paternidade e maternidade. Importante ter a sabedoria para gerir essa doação com equilíbrio para que eles possam valorizar também as suas conquistas e não ficarem acomodados em receber tudo, o que querem... em compensação, o filho ao retribuir em amor, estará honrando pai e mãe como preconiza a palavra de Deus conquistando assim, a longevidade, além de semear em terreno fértil para a colheita no futuro.

  • Numa relação conjugal, o dar e receber, também precisa ter uma boa medida e nesse caso, é imprescindível o diálogo aberto para compartilhar desejos e aspirações, onde o casal, se preciso for, deverá buscar ajuda de um profissional, para auxiliar nesse equilíbrio, evitando a cobrança em receber o que o outro não tem para dar, é uma tarefa difícil, mas há um grande detalhe: Ele(a) quer doar-se?

  • Numa relação profissional, há a lei da hierarquia que deverá ser respeitada. Enquanto o funcionário entrega seu tempo e seu serviço, além de receber a sua remuneração, ele também sentir-se-á honrado em receber da empresa, reconhecimento, gratidão, mesmo que ele esteja exercendo a sua função como responsabilidade da contratação. O bem estar entre as partes, traz o equilíbrio harmonioso.

  • Numa relação fraternal e com outros parentes (onde há vínculos de relacionamento), deverá haver no mínimo respeito da individualidade entre as partes. As trocas deverão ocorrer com parcimônia e sem exageros, pois esperar demais ou receber demais, geram sentimentos negativos, quando o doador não conseguir mais atender uma expectativa que se tornou praticamente uma obrigação por merecimento, na mente do receptor. Cuidado, esse é um dos maiores laços do desequilíbrio.

Por fim, semeadura e colheita no aspecto social. Faça o bem, sem olhar a quem e sirva.

Lucas 6:38: "Dai, e dar-se-vos-á; boa medida, recalcada, sacudida e transbordante vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medis também vos medirão a vós."Atos 20:35: "Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário socorrer os fracos e lembrar-vos das palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber."

Comments


bottom of page